Estamos entre os 100 Semifinalistas do Prêmio Itaú-Unicef

12/09/2018

35728656_640354606311247_8083019461981896704_n

O Prêmio Itaú-UNICEF reconhece projetos da sociedade civil que trabalham com a educação integral de jovens em situação de vulnerabilidade social. Programas devem ter como público-alvo crianças ou adolescentes, com idade entre seis e 18 anos.

O Prêmio Itaú-UNICEF divulgou os cem semifinalistas de sua 13ª edição e o projeto da Conviver Saber Social em parceria com a Escola Municipal Sr. Tito está entre os selecionados. A iniciativa da Unicef reconhece projetos da sociedade civil que trabalham com a educação integral de jovens em situação de vulnerabilidade social. Programas devem ter como público-alvo crianças ou adolescentes, com idade entre seis e 18 anos.

Em 2018, a premiação conta com duas categorias: Parceria em Ação, para cooperações entre organizações da sociedade civil (OSCs) e escolas públicas; e OSC em Ação, dedicada a projetos realizados exclusivamente pelas OSCs.

Os cem semifinalistas se dividem entre 60 iniciativas na categoria OSC em Ação e 40 na categoria Parceria em Ação. Cada organização receberá o valor de 20 mil reais. Já as cooperações serão beneficiadas com 40 mil, sendo 20 mil para a OSC envolvida e 20 mil para as instituições de ensino.

“A cada edição do Prêmio Itaú-Unicef, são revelados projetos inovadores que mostram como é possível trabalhar na perspectiva da garantia de direitos de crianças, adolescentes e jovens com diferentes temas e ações, mas com a mesma finalidade. O formato adotado este ano, com duas categorias, visa ampliar o alcance e beneficiar um número maior de organizações, escolas e localidades”, explica Camila Feldberg, gerente de Fomento do Itaú Social.

Há 23 anos, o Prêmio Itaú-Unicef celebra projetos de educação integral em todo o Brasil. Para esta edição, a premiação terá um aporte 47,5% maior que o de 2017, somando 5,9 milhões de reais. A iniciativa é do Itaú Social com a participação do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC).

“Cada criança, cada adolescente precisa de muitos espaços para aprender e desenvolver suas habilidades. Ao longo de sua história, o prêmio vem mostrando que é possível construir, junto com as organizações da sociedade civil, uma escola não para as crianças, mas das crianças, das famílias, das comunidades”, explica a representante do UNICEF no Brasil, Florence Bauer.

Confira aqui a lista com os 100 semifinalistas.

Etapas de premiação

A partir deste conjunto de cem iniciativas, será feita a seleção dos 30 projetos finalistas, sendo 20 OSCs, que receberão mais 40 mil reais cada, e dez parcerias, que serão premiadas com mais 100 mil reais — 50 mil para a OSC e 50 mil para a escola. O anúncio dos finalistas será em outubro.

Os seis projetos vencedores serão anunciados em novembro num evento em São Paulo. A categoria OSC em Ação terá quatro premiados por ordem de colocação — 1º lugar: 150 mil reais, 2º lugar: 140 mil, 3º lugar: 130 mil; e 4º lugar: 120 mil. Na categoria Parceria em Ação, serão dois ganhadores. O 1º lugar recebe mais 400 mil reais e o 2º lugar, 360 mil, valores divididos igualmente entre a OSC e a instituição de ensino.

Em 2017, foram concedidos 4 milhões de reais para 96 parcerias, beneficiando 19 mil crianças e adolescentes de todo o Brasil. Desde a primeira edição da premiação, foram registradas mais de 17 mil inscrições e 1.750 cidades tiveram ações contempladas. Os projetos vencedores no ano passado foram: Circulando a Cultura na Escola (Major Sales/RN); Aluno repórter – a imprensa na escola (Bragança/PA); Projeto Olho Vivo (Niterói/RJ); Cultura, Esporte e Cidadania (Criciúma/SC).

Gostou deste conteúdo? Deixe um comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>